terça-feira, 8 de maio de 2018

Astronomia Indígena - O Setestrelo


Adquira e leia já este notável ensaio do historiador italiano Jack d'Emilia; um condensado de informações inéditas, ou pouco conhecidas, a respeito das Plêiades na astronomia indígena pré-cabralina: de forma geral e, mais especificamente, entre os tapuios Kariri e Tarairiu do Vale do Assu e Seridó, no sertão do RN.

O ensaio foi impresso no formato de literatura de cordel para manter o preço ao alcance de todos: apenas 3 R$.

Atualmente, disponível à venda nos seguinte locais:
- Seburubu - Mercado de Petrópolis - Natal
- Book Shop Pipa - rua da Gameleira, 15 - Pipa
- Casa do Artesão - rua S. João (Centro) - Assu

Receba o livrinho pelos correios ao seu endereço por apenas 5 R$, frete incluído.
Encomendas pelo seburubu@gmail.com ou 84 9 9864 9269 (telefone e whatsapp)

terça-feira, 1 de maio de 2018

Boletim pluviométrico do mês de Abril de 2018


Boletim pluviométrico do mês de Abril de 2018, relativo à estação particular da Base IGARUANA, sediada no Sítio Araras, município de Itajá/RN, no Vale do Assu.

01 ..................... 1,0 mm/m²
02 ................... 11,0 mm/m²
05 ................... 11,0 mm/m²
08 ..................... 2,0 mm/m²
09 ................... 50,0 mm/m²
10 ................... 13,0 mm/m²
11 ................... 13,0 mm/m²
13 ................... 10,0 mm/m²
14 ................... 12,0 mm/m²
15 ..................... 5,0 mm/m²
16 ................... 70,0 mm/m²
18 ..................... 2,0 mm/m²
20 ................... 14,0 mm/m²
21 ................... 24,0 mm/m²
22 ..................... 2,0 mm/m²
23 ..................... 6,0 mm/m²
26 ................... 31,0 mm/m²
30 ................... 11,0 mm/m²

Total do mês .... 288,0 mm/m²

Histórico:
Abril de 2016: 34,0 mm/m²
Abril de 2017: 86,5 mm/m²
Abril de 2018: 288,0 mm/m²

[foto: Jack d'Emilia]

segunda-feira, 9 de abril de 2018

Recomendação #5 - Beber bastante água


Durante suas aventuras no sertão nordestino, não esqueça de beber bastante água diariamente. O consumo individual de água que recomendamos, por um dia de atividades físicas no sertão (trilha a pé, pedalada, canoagem etc), é de 4 a 5 litros.
Na caatinga, a sensação de sede não é um indicativo suficiente quanto à água necessária ao seu corpo. Uma pessoa pode ficar desidratada, contudo bebeu bastante para matar a sede.
Beba água ao longo do dia, começando com um copão cheio logo que acordar. Durante a atividade física, tome pequenas quantidades de água, frequentemente, para não ficar com aquela sensação desagradável de chacoalho no estômago.
Beba doses abundantes de água meia hora antes e depois das refeições, para não atrapalhar a digestão.
Sede e uma sensação de mal-estar generalizado são os primeiros sintomas da desidratação, seguidos por cansaço e dor de cabeça. Pare na sombra, se puder, para descansar e reidratar-se, com calma.
Tome um banho refrescante, recupere suas forças sem pressa; coma uma pequena porção de algum alimento revigorante (uva passa, castanha de caju etc).
Beba mais água 

[foto de Débora Toledo]